CODÓ, MINHA CIDADE E TERRA QUERIDA

OUTDOOR_119ANOS
Segundo dados históricos, Codó foi elevada à categoria de vila por meio da Resolução Régia, assinada no dia  HYPERLINK “http://pt.wikipedia.org/wiki/19_de_abril” o “19 de abril” 19 de abril de  HYPERLINK “http://pt.wikipedia.org/wiki/1833″ o “1833” 1833 e  confirmado pela Lei nº 7, de 29 de abril de 1935. Mais tarde, foi elevada à categoria de cidade por meio da Lei estadual n°13, de  16 de Abril de 1896, sancionada pelo Governador do Estado Maranhão, Dr. Alfredo da Cunha Martins. Nesta data de 16 de Abril de 2015, nossa querida Codó estará completando 119 anos de emancipação política. 
Igual a todos os codoenses, nasci neste grande Município e bela Cidade de Codó, no meio de uma família humilde, filho de uma dona de Casa e de um agricultor, nesta Cidade foi onde vivenciei toda a minha infância e adolescência, lugar no qual passei a entender a  importância dos valores familiares, conheci os primeiros e bons amigos e principalmente aprendi a valorizar o que há de mais importante na vida do ser humano: A Dignidade das Pessoas. 
Codó é uma Cidade Histórica do Estado do Maranhão, com uma população humilde, trabalhadora, muito acolhedora, simples e amiga estimada em mais de 120.000(cento e vinte mil habitantes), porém sempre abandonada a própria sorte pelo Poder Público. Nesta cidade foi aonde estudei os meus primeiros anos do ensino fundamental ao ensino médio, lugar no qual passei os melhores momentos da minha mocidade e juventude ao lado de centenas de milhares de amigos e que ainda hoje convivo no dia a dia, e outros tantos amigos que atualmente  se encontram  distantes de Codó morando em outras centenas de Cidades desse imenso País.
 Nos anos de minha infância e juventude e agora em idade adulta, relembro dos bons momentos vividos na minha querida cidade, os quais ficaram marcados em minha memória e de milhares de conterrâneos, dentre eles: Os Festejos de São Sebastião em Janeiro, Os Carnavais de Codó em Fevereiro/março, o Banho na prainha do Rio Itapecurú no mês de junho, os Festejos Juninos no Bairro da Trizidela, o almoço no Restaurante Flutuante, a Exposição Agropecuária do Fomento no mês de Julho, os Desfiles comemorativos de Sete de setembro, as festas de Natal e Final de ano e principalmente do aniversário da Cidade em dezesseis de abril de Cada ano.
No aniversário da Cidade de Codó, participei como estudante, dos tradicionais desfiles comemorativos e da Gincana Cultural que era realizada na Praça Ferreira Bayma, evento no qual juntamente com  centenas de estudantes realizava tarefas culturais em comemoração a  história do nosso Município e a mais um ano de emancipação política. 
Compartilhei de inúmeras festas de aniversário da Cidade de Codó na Praça Ferreira Bayma, e à noite após findar as comemorações, lembro-me  que ao  voltar para minha residência acompanhado de familiares e amigos, sempre observava e ficava admirado ao avistar de longe a  estátua da imagem do Cristo Redentor de braços abertos na Praça da Bandeira, a qual abençoava durante todos os dias do ano, toda a Cidade e todos os seus filhos.
Nesta data de 16 de Abril, Codó minha cidade e terra querida, lugar de pessoas humildes, trabalhadoras, acolhedoras, simples e amigas, estará completando 119 anos de história a tradições, e na qualidade de codoense desejo a todos que vivem e amam este lugar “que o sonho de uma Cidade e de um município mais Prospero e Justo se renove a cada dia em nossas mentes e em nossos corações”.
*Francisco Mendes de Sousa – É Advogado, exerce o Cargo de Conselheiro Estadual da OAB/MA e Presidente da Comissão de Apoio  Comunidade da OAB- Subseção de Codó-MA,  Sócio Fundador da Associação Cultural “Antônio de Almeida Oliveira”, e da Academia Codoense de Letras, Artes e Ciências –ACLAC.
Logo OAB Codó
Fonte: codo.oabma.org
EU conheço os Meus Direitos. E VOCÊ conhece os Seus?