INSATISFAÇÃO POPULAR: SINE de Codó completará 1 mês sem funcionar e a culpa é da OI

 

A agência do SINE de Codó mudou de local, embora continue na mesma Av. 1º de Maio, no centro da cidade, mas desde que esta mudança ocorreu nunca mais houve atendimento.

 Ao chegar ao novo prédio o cidadão dá de cara com um aviso afixado  na porta que diz ‘AINDA NÃO ESTAMOS ATENDENDO’. Dia 10 de abril completará um mês sem funcionamento e isso significa que muitos serviços não estão sendo prestados à população.

A nova sala de emissão da  Carteira de Trabalho só tem as que já foram expedidas bem antes do problema começar quando até 40 saiam por dia. Não há mais intermediação da mão de obra, que é quando o SINE encaminha desempregados para vagas nas empresas do município e o seguro-desemprego que Francisco dos Santos Lima veio ver para um irmão também está prejudicado.

“To chegando agora vou ver como é que faz aí…OLHA O QUE ESTÁ ESCRITO ALI…ainda não estamos atendendo, já fui no Ministério lá são 16 fichas e tem que chegar de madrugada, e lá onde ele tá também tá tendo dificuldade….VAI FICAR SEM O SERVIÇO? Ficar sem o serviço”, reclamou

A CULPA É DA EMPRESA OI

O coordenador da agência, Gilvan Oliveira, nos recebeu e explicou que todos os problemas partem da falta de internet no novo prédio. A empresa, responsável, já foi comunicada diversas vezes mas nunca se prontificou a resolver o caso.

 “Então hoje nós estamos esbarrados de frente com a empresa que é responsável pela ligação desse link até hoje, nós já temos solicitações feitas várias vezes , nós temos pedidos de preferência mas até hoje a OI não fez ligação de nosso link, por isso estamos parados até o presente momento”, disse

Sem a internet nenhum serviço voltará a ser prestado. Até agora o SINE CODÓ continua sem qualquer previsão.

 “Se você não tiver internet você está desligado do mundo, então a gente precisa que seja religado essa nossa internet para que o Sine volte a funcionar com todas as ações seguro-desemprego, intermediação de mão-de-obra, a Carteira de Trabalho”, frisou Gilvan já preocupado.

Fonte: Blog do Acélio

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *