Mãe vai à justiça para manter relacionamento amoroso com o próprio filho

 goo.gl/rfe5du | Um relacionamento bastante polêmico está movimentando a cidade de Clovis, no estado do Novo México, Estado Unidos. Uma mãe luta na Justiça para não ser presa e manter um relacionamento amoroso com seu filho de 19 anos.

De acordo com o site Daily Mail, Monica Mares, 36 anos, deu à luz aos 16 e entregou o bebê, Caleb Peterson, para adoção, o reencontrando muitos anos depois. Segundo os dois, a paixão foi imediata e eles não se controlaram.

“Nós nos demos as mãos e acabamos nos beijando. E o bejio levou a outras coisas”, contou Monica à publicação britânica.

Caso de atração genética

Após anunciarem o romance, foram acusados de incesto – um crime de quarto grau, no Novo México. Foram denunciados e mantidos em custódia por violar a ordem sem contato. Após pagarem fiança, foram libertados e agora enfrentam um julgamento por júri em setembro. Podem pegar até 1 ano e meio de prisão.

Os dois lutam para que o caso deles seja considerado atração sexual genética, condição rara e que, segundo a dupla, deveria tornar a relação legal.

Atualmente, Monica Mares não está autorizada a ver qualquer um dos seus filhos (ela outros nove) ou ter qualquer contato com Caleb. Segundo Monica, ela abriria mão de ficar com seus outros nove filhos para ficar com o filho de 19 anos.

“Ele é o amor da minha vida e eu não quero perde-lo. Minhas crianças adoram ele, toda a minha família adora. Nada pode ficar entre nós, os tribunais ou prisão, nada. Eu tenho que estar com ele. Quando eu sair da prisão eu vou sair de Clovis para um estado que nos permite estar juntos”, afirmou a mãe.

www.amodireito.com.br | 12 abril, 2017 | IG @DireitoNews

Fonte: noticias ne10 uol

 

This article was written by Prof. Tomé Mota

Paulistano. Técnico em Eletrônica Rádio e TV pelo Instituto Universal Brasileiro, Blogueiro. Bacharel em Direito pela Universidade Cruzeiro do Sul - SP. Pós-Graduando em Direito do Consumidor e Docência do Nível Superior. Professor de Direito. Advogado inscrito na OAB/SP e OAB/MA. Foi Vice-Presidente da Comissão de Prerrogativas OAB Subseção Codó/MA pelo triênio 2010/2012. Foi Presidente das Comissões de Assessoria de Comunicação e Defesa do Consumidor, Foi Membro da Comissão de Direitos Humanos, Foi Vice-Presidente da Comissão de Combate a Corrupção Eleitoral e Foi Procurador da OAB Subseção de Codó/MA Triênio 2013/2015. - Foi Membro da Comissão Estadual da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB SECCIONAL DO MARANHÃO triênio 2013/2015. - Vice-presidente da Comissão de PJE(Processo Judicial Eletrônico) do Conselho Subseccional da OAB/MA - Codó (Triênio 2016/2018). - Presidente da Comissão de Assessoria de Comunicação do Conselho Subseccional da OAB/MA - Codó (Triênio 2016/2018). - Exerceu a Presidência da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Conselho Subseccional da OAB/MA - Codó (2016). - Exerceu o cargo de Coordenador do Posto Avançado do PROCON/MA em Codó (Coordenação de Fiscalização). - Reconduzido a Presidência da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB Subseção Codó/MA (Triênio 2016/2018). - Eleito Conselheiro Titular de Política sobre Drogas pela OAB do Município de Codó/MA (Sociedade civil organizada). - Sócio Efetivo do Instituto Histórico e Geográfico de Codó/MA - IHGCodó - Associado Brasilcon. - Membro da Comissão Nacional de Professores de Direito do Consumidor do Instituto BRASILCON - Reconduzido e atual Coordenador do PROCON MA em Codó.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *