OAB de Codó entra com representação no MPE e Instituto Brasilcon contra o Banco do Brasil

Clientes encontram caixas fora de operação Clientes encontram caixas fora de operação
De acordo com a Assessoria de Imprensa da OAB – Subseção de Codó, foram protocoladas junto ao Instituto BRASILCON e ao Ministério Público Estadual, representações contra o Banco do Brasil de Codó. Conforme o texto da matéria enviado ao Correio Codoense, a Procuradoria, Conselheiro Estadual, Comissão de Defesa do Consumidor e Presidência da SUBSECÃO, os órgãos foram informados de que agência de CODÓ segue com os péssimos serviços prestados aos consumidores da cidade e região,  bem como é de fato público e notório faltar dinheiro em todos os caixas eletrônicos em dias úteis,  fins de semana e feriados.

A representação protocolada junto ao INSTITUTO BRASILCON, foi endereçada ao codoense, Diretor da Região Nordeste, Professor e Jurista, Lindojon Bezerra. “Requeiro a intervenção do BRASILCON no que lhe for possível e de sua competência para nos auxiliar na defesa dos direitos do consumidor de CODÓ e região“, diz o texto.
Clique para ampliar

Essa não uma situação nova, afinal, o todo poderoso Banco do Brasil desafia as autoridades locais e estaduais há algum tempo e enquanto isso quem é lesado e segue com um sofrimento que parece não ter fim é o consumidor codoense que se frustra e quando toma algumas medidas, acaba sendo tachado de vândalo como ocorreu no ano passado, quando um usuário quebrou a agência.

Os vereadores tem moral ZERO com as agências bancárias de Codó. Encontros já foram realizados, e nada! Em 2014 estiveram na Câmara, prometeram melhorar os serviços e só pioram a cada dia. Porém, aos amigos e incassáveis defensores dos consumidores não custa nada, a não ser perder tempo, recorrer mais uma vez às autoridades que podem intervir nessa questão humilhante para o consumidor codoense.

Foto: Correio Codoense
Foto: Correio Codoense
Ainda segundo a OAB de Codó, demais órgãos e instituições ainda serão provocadas para atuação no caso. VEJA AQUI A DOCUMENTAÇÃO.
Correio Codoense
EU conheço os Meus Direitos. E VOCÊ conhece os Seus?