Por Ferdinando Rocha – O que tem Codó a comemorar neste 5 de Junho?

Há mais de 40 anos convencionou se uma data para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente, data esta que simbolizaria a luta pelo resgate ao equilíbrio entre o Homem e o Meio, sendo intensificadas ali discussões sobre a temática.
Pipoca Ambiental nas escolas

Pipoca Ambiental nas escolas
Em Codó não existe exceção à regra. As necessidades daqui não são diferentes dos outros municípios do Brasil. A cidade, com mais de 120.000 habitantes, tem crescido bastante nos últimos anos, em todos os aspectos, e ate nos negativos. Seja na área social, habitacional, saúde e inclusive na área ambiental, Codó se desenvolveu, assim como aumentaram suas demandas nas respectivas áreas. Por isso justificou-se a necessidade da criação de uma Secretaria de Meio Ambiente, que pudesse elevar o nível de discussão da problemática em questão.
A causa do meio ambiente já é pauta de extrema relevância desde os anos 70 do século passado, quando o cidadão comum passou a enxergar que o planeta chegava ao seu limite. Desde então, o tema atrai cada vez mais defensores do equilíbrio ecológico, da proteção do meio ambiente e de um planeta autossustentável.
Em atividade

Em atividade
Agora, surgem muitos apaixonados pela causa. Até mesmo os profissionais falastrões que levantam a bandeira à distância, mas que não apresentam soluções e nem se quer colocam em prática e/ou em execução algum conhecimento teórico dos seus currículos enriquecidos de experiências ainda não compartilhadas.
Algumas de nossas ações
Com estudantes

Com estudantes
Em pouco mais de quatro anos, a SEMMAT continua a caminhar com dificuldades, mas sempre correspondendo às condições recebidas, fazendo o que é de sua competência legal e buscando, dentro e fora do município, soluções que venham a contribuir com a tão sonhada sustentabilidade local, que perpassa desde a educação ambiental, na base da educação, ás parcerias necessárias com outros órgãos como:
Policia Federal (Projeto Carbono Neutro); UEMA (técnicas de reflorestamento); IFMA (convênio para estágios ao curso de Técnicos e Meio Ambiente); Empresas privadas locais (doação de coletores de lixo seletivo nas escolas e construção de viveiros); TV MIRANTE (Doação de mudas pela cidade e campanha educativa); ALUMAR (Doação de mudas); Ministério Público (Colaboração nas audiências públicas realizadas no Plano de Gestão de Resíduos Sólidos, apresentado à câmara municipal no prazo estabelecido pelo governo federal).
Sobre Meio AmbienteQuero também destacar a parceria com o SEMA, a qual faço referência especial pela cooperação técnica existente, que possibilitou a praticidade dos Licenciamentos Ambientais, tal como a não concessão sem no mínimo apresentação de um Plano de Controle Ambiental, e ainda a parceria já existente e fortalecida com dois amigos e Codoenses à frente da pasta, que tem se desdobrado para fazer algo importante pelo Estado, como por exemplo a disponibilidade gratuita do Cadastro Ambiental Rural e o apoio a formação dos comitês de bacias nos principais rios do Maranhão, que de mãos dadas ao Conselho Estadual de Meio Ambiente e aos comitês já existentes, continuam lutando pela aprovação da criação do Fundo Estadual de Recursos Hídricos. E nenhum momento estes órgãos nos deixaram a margem dessas discussões ou de um acento nos órgãos de representação de poder consultivo e deliberativo.
“Entender o desenvolvimento sustentável visa preservar e conservar os recursos naturais para as presentes e futuras gerações, considerando sempre um processo de democracia e a importância de cada ato social inserido no processo. Muitos conflitos sociais ocorrem em função da forte degradação ambiental e da ingerência dos mesmos e muito desses conflitos ocorrem no âmbito local. Vale ressaltar que o fortalecimento do Sistema Municipal de Meio Ambiente é parte dessas estratégias de gerar e ampliar a base de sustentação das políticas socioambientais, com o objetivo de compartilhar responsabilidades, somar esforços e coordenar ações com todos os segmentos da sociedade,”( Marcelo Coelho /Secretario Estadual).

O que tenho a comemorar de 5 de Junho ?
Comemoro o fortalecimento dos Sistemas Municipais de Meio Ambiente do Maranhão, proposto pelo Estado e acompanhado pelos municípios que lutam para que as Secretarias de Meio Ambiente deixem de ser administrativas e passem a ser essenciais como Educação e Saúde.
O que temos a comemorar são os nossos exemplos, reconhecidos em todo Estado como modelo de Gestão Administrativa pelo prefeito Zito, que tem sido peça fundamental no processo de dar soluções ao passivo produzido na cidade, tal como o apoio à criação de fato do comitê de Bacias do Itapecuru, onde aproveito pra convidar a todos a comparecer ao auditório do CETECMA, nos dias 11 e 12 de Junho, á partir das 8h:00, onde estaremos fazendo um grande encontro com a participação de profissionais da área , Secretario de Estado, Prefeitura Municipal e Sociedade Civil Organizada.
Consideração final
Não tem sido fácil. Barreiras, críticas e apontamentos sempre existirão. O importante é estarmos sempre buscando fazer o melhor, com ou sem condições adequadas. O resultado do nosso esforço preenche o ego, quando somos consultados ou quando nossos moldes são reproduzidos, ou ate mesmo quando incomodamos. Não somos detentores do poder e nem muito menos do saber. A causa ambiental é uma causa coletiva. Cada um de nós tem uma parcela de responsabilidade. Minha escolha pela área é uma paixão passada de mãe para filho. Trabalhar com meio ambiente ao lado do poder público é um sacerdócio. “Mas veras que o filho teu não foge a luta”, continuamos na luta pela revitalização do Itapecuru e pelo fim do lixão. Quisera eu que tudo acontecesse num simples toque de mágica, ou que ao menos dependesse de minhas palavras e vontades unicamente
(Ferdinando Rocha)
Blog do Acelio
EU conheço os Meus Direitos. E VOCÊ conhece os Seus?