Procon/MA garante mais atendentes e extensão do expediente bancário em Codó

 1/11/2016  6:44 pm

Procon/MA garante mais atendentes e extensão do expediente bancário em Codó

Em Codó, como em todo o Maranhão, o Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Maranhão (Procon/MA) tem estabelecido forte fiscalização sobre o sistema bancário. Entre os dias 18 e 30 de outubro, a agência do Bradesco da cidade foi autuado cinco vezes por irregularidade em caixas eletrônicos e demora no atendimento. As agências da cidade já receberam mais de R$ 790 mil em multas e fiscalizações semanais. Como resultado deste trabalho algumas melhorias já foram estabelecidas para os consumidores: mais atendentes e extensão do expediente bancário.

No dia 18 de outubro, a agência do Bradesco local chegou a ser notificada a fim de dar mais celeridade ao processo de “prova de vida”, que exige o recadastramento dos consumidores aposentados e pensionistas. Devido à última greve ocorrida este ano, a demanda do serviço cresceu e o banco se comprometeu em iniciar os atendimentos a partir das 7h da manhã, antecipando em três horas o horário habitual de atendimento, que começaria às 10h. O banco também se comprometeu em dispor mais dois funcionários para auxiliar nos procedimentos que precisam ser feitos nos terminais de autoatendimento.

Outra reclamação recorrente entre a população da cidade era a ausência de dinheiro nos caixas eletrônicos durante os fins de semana. Segundo o coordenador de fiscalização do Procon/MA em Codó, Tomé Mota, a constante fiscalização das agências, que acontece desde o início de 2015, tem contribuído para diminuir essa ocorrência. “Comparando com anos anteriores à fiscalização, o problema da falta de dinheiro em todos os caixas, nos finais de semana, diminuiu consideravelmente, chegando a passar mais de seis meses sem ocorrer em Codó”, analisou.

De acordo com Vilma Coelho, gerente do Bradesco de Codó, o banco já possui sete pontos de serviços básicos na cidade, além da agência, para garantir celeridade ao atendimento ao consumidor. “Nesses pontos atendemos 21 mil transações por mês extra-agência; também inauguramos um novo ponto de atendimento que faz prova de vida dos aposentados, onde era a antiga a agência. A gente tem diversificado o atendimento para que ele possa melhorar. Inclusive, estamos procurando outros pontos para expandir mais e melhorar ainda mais”, afirmou a gerente.

A exemplo do que acontece em municípios como Pinheiro e São João do Patos, a equipe de fiscalização de Codó também tem fiscalizado as agências bancárias de municípios vizinhos, como Caxias, Coroatá e Dom Pedro. Ao assegurar o pleno funcionamento dos bancos dessas cidades, o Procon/MA quer evitar que os consumidores sejam obrigados a se deslocar até Codó para ter acesso ao serviço bancário, sobrecarregando o atendimento da cidade.

No ano passado, o Procon/MA chegou a encaminhar à Câmara Municipal de Codó uma sugestão de revisão da Lei Municipal 1719/2014, que estabelece diretrizes para o serviço bancário no município. A proposta previa maior rigidez na aplicação de multas por descumprimento a fim de assegurar o respeito das diretrizes em prol de melhorias no serviço oferecido ao consumidor, mas nunca chegou a ser apreciada pelos vereadores.

O Procon Maranhão também já emitiu um total de R$ 790.065,83 em multas aos bancos locais por recorrência de irregularidades. “Nós reconhecemos que muita coisa tem melhorado nas agências bancárias do Maranhão, mas ainda há muito a ser feito. Por isso, a partir de agora os bancos têm somente duas opções: ou melhoram os serviços, ou sofrerão sanções cada vez mais rígidas”, afirmou Duarte Júnior.

Fonte: PROCON/MA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *