Restrição integral de salário para cobrir saldo devedor de contrato bancário é ilegal

TJ/SC
Jurisprudência permite o limite de desconto correspondente a apenas 30% dos vencimentos.

A 2ª câmara de Direito Comercial do TJ/SC confirmou autorização para desbloqueio do cartão de crédito e dos valores indevidamente retidos por uma instituição financeira para cobrir saldo devedor de contratos bancários de correntista. 

O recurso foi relatado pelo desembargador Luiz Fernando Boller, para quem apesar da existência de cláusula autorizando o débito em conta corrente, a retenção integral da verba remuneratória para fins de quitação de dívida pessoal é considerada ilegal, permitindo a jurisprudência deste Sodalício o limite de desconto correspondente a apenas 30% do total dos vencimentos do devedor”.
No caso, a instituição financeira também bloqueara o cartão magnético do correntista. Este quadro, segundo os autos, provocou o despejo do autor, assim como o fez passar o Natal e o Ano-Novo sem salário. Os julgadores acolheram parte do apelo do banco tão somente para reduzir honorários advocatícios sucumbenciais. A decisão foi unânime.
  • Processo : 2011.014989-4
Veja a íntegra da decisão.

 Migalhas
EU conheço os Meus Direitos. E VOCÊ conhece os Seus?