TJ/SP empossa 107 novos magistrados

Solenidade

TJ/SP empossa 107 novos magistrados

“A pior sentença é a que não vem. Os senhores precisam mostrar coragem de decidir”, aconselhou José Renato Nalini durante a cerimônia.

 
A Justiça do Estado de SP recebeu nesta segunda-feira, 13, o reforço de 107 novos juízes em seu quadro. No Salão dos Passos Perdidos do Palácio da Justiça, sede do Judiciário estadual, ocorreu a solenidade de posse dos magistrados aprovados no 184º Concurso de Provas e Títulos para Ingresso na Magistratura. A condução da cerimônia ficou a cargo do presidente do TJ/SP, desembargador José Renato Nalini.

Durante seu discurso, o gestor da Corte alertou: “O Tribunal de Justiça de São Paulo enfrenta uma das mais dramáticas situações de sua história. Temos cerca de um quarto dos 100 milhões de processos em andamento no País. A Corte conta com 2.100 magistrados. Faltam 300 vagas no quadro da magistratura paulista.
 
O primeiro colocado do certame que recebeu mais de 13 mil inscrições, Matheus Barbosa Pandino, deu o tom da responsabilidade advinda do ingresso na magistratura paulista. 
Após superar a etapa do concurso, celebramos a conquista mediante o desenho de uma linha divisória em nossas vidas, deixando para trás as agruras até então sentidas e vividas ao longo do percurso, para estrearmos uma nova jornada. A energia antes depositada quase que integralmente nos estudos agora deverá ser redirecionada para o nobre exercício da função judicante.”
O juiz não é um elaborador de preciosidades. Entre a doutrina ou o magistério e os processos, ele tem a responsabilidade moral e cívica de escolher os processos (…) Não tenham medo de julgar ou errar. A pior sentença é a que não vem. Os senhores precisam mostrar coragem de decidir. O TJ/SP e seus 140 anos de história esperam pelos senhores“, finalizou Nalini ao cumprimentar os novos magistrado.

EU conheço os Meus Direitos. E VOCÊ conhece os Seus?