Você sabe quem é o “Pai da Criança?”

 

Foto meramente ilustrativa

Em política ou politiquilha uma das frases conhecidas que sempre surge quando uma notícia nova surge, ou quando é anunciada uma grande conquista de melhoria para a população desta ou daquela cidade:  “Você sabe quem é o Pai da Criança?”

A expressão é popular dentre a população brasileira. Ser o pai da criança no meio político significa ser o grande responsável pela conquista de grande feito de grande importância e que geralmente torna o “pai da criança” mais conhecido, querido e popular com o povo.

Tão logo é divulgada uma reportagem ou veiculada uma notícia em “primeira mão” ou com exclusividade atribuindo o grande feito a um determinado político, logo em seguida grande movimentação e contrainformações são lançadas aos montes na imprensa para que se prove a paternidade da criança.
Exame de DNA
Quem não se lembra do famoso, popular e polêmico quadro televiso exibido no ‘Programa do Ratinho’, no qual imperiosa discussão se fazia entre casais e ex-casais para se trazer a verdade sobre quem seria o “pai da criança”.
ContraProva
O certo é que mesmo com o resultado do exame de dna positivo ou negativo, com sua quase infalível probabilidade de certeza do diagnóstico, muitas vezes necessário se faz se solicitar um novo teste para confirmar o resultado anterior.
Outras vezes, mesmo sem uma contraprova o resultado do exame, que dispõe de quase 100% de probabilidade de certeza da paternidade da criança, o “pai da criança é questionado”.
O importante é manter a serenidade e não tomar para si a disputa do pai da criança e tentar criar uma guerra mundial. Solicitar ou requerer algo não significa automaticamente que quem solicitou seja o “pai da criança”. No tema expressões populares: “quem não chora não mama”. 
Pedir todos podem pedir. Conquistar é tarefa dificílima. Mesmo quem conquistou e pode divulgar aos “quatro cantos do mundo” que é o “pai da criança” precisa ter consciência de que muitas outras pessoas tentaram também. 

Sou fã de adágios e expressões populares!
Essa é mais uma das expressões populares que fazem parte do vocabulário dos brasileiros, em especial dos políticos, politicalhões e estende-se sua utilização para as demais profissões.  Viva aos usos e costumes de cada povo e principalmente festejemos as conquistas e respeitemos o verdadeiro PAI DA CRIANÇA quando sabemos e temos certeza “caso a caso” da verdadeira paternidade.
 Finalizamos com “uma pergunta que não quer calar”: Afinal de contas… 
“Quem é o Pai da Criança?”

EU conheço os Meus Direitos. E VOCÊ conhece os Seus?